Anticoncepção | Portal Se Joga

Anticoncepção

07.Ago.2014

Lifestyle | Bem-estar

Olá Meninas! Hoje vamos conversar um pouquinho sobre anticoncepção. Todos os dias recebo mulheres a procura de orientação sobre o assunto e sempre sou indagada sobre a anticoncepção oral (pílulas) e injetável ( injeções mensais ou trimestrais), no entanto, existem outros tipos de métodos que , na minha opinião, são bem interessantes para as pacientes que, além de não se adaptarem, tem alguma contra indicação ao uso dos métodos citados acima. Hoje dispomos de anticoncepção hormonal via transdérmica, os adesivos, que são colados na pele e vão liberando os hormônios ( estrogênio e progesterona) imitando o ciclo menstrual, inibindo a ovulação, assim como as pílulas. A mesma idéia é utilizada pelo anel vaginal, que consiste de um anel de silicone impregnado pelos hormônios que vão sendo liberados durante as semanas que o produto é utilizado. O Implante Subdérmico é um método relativamente novo, onde, por meio de uma pequena incisão na pele, é colocado um dispositivo carregado de progesterona, impedindo a ovulação e pode durar até três anos. O dispositivo intrauterino (DIU), pode ser de cobre ou liberador de progesterona. O primeiro atua “ enfraquecendo” o espermatozóide, impedindo a fecundação, apresenta duração de dez anos. O segundo funciona como os outros métodos, através da liberação hormonal, impede a ovulação e deve ser trocado a cada cinco anos. metodos ATENÇÃO: a anticoncepção de emergência, pílula do dia seguinte, não é um método anticoncepcional que deve ser utilizado de rotina. Apesar de terem uma eficácia altíssima, todos os metódos podem ter falhas ( mínimas, mas existem). O uso combinado do preservativo é o ideal, além de evitar doenças sexualmente transmissíveis. Lembrando que há no mercado N tipos de pílula, nem sempre são todas iguais. As dosagens mudam, os compostos mudam, elas podem ser cojugadas, de estrogênio associada a progesterona, ou só de progesterona, o número de comprimidos muda... e o mesmo é válido para as medicações injetáveis e para os outros métodos. Todos os métodos tem suas vantagens e desvantagens, assim sempre é importante a avaliação e acompanhamento do seu ginecologista para a escolha do melhor método anticoncepcional.
  fotoferDra. Fernanda Figueiredo de Oliveira CRM/SP 145.518 Ginecologista e Obstetra Email : drafernanda.figueiredo.go@gmail.com  


Você também pode gostar!

Envie um Comentário!

Meire
2015-04-14 20:22:04

Olá! Também conheço o Método Billings e funciona realmente se há diálogo e concordância entre o casal e a mulher observa-se para notar as alterações que ocorrem no corpo. É bom para quem quer engravidar ou espaçar a concepção. Usando o método espacei o nascimento de 2 filhas por 9 anos. E criou um clima de companheirismo enorme entre eu e meu marido. Sem contraindicação. Aprovadíssimo!!!

CADASTRE-SE E RECEBA TODAS AS NOVIDADES SOBRE PARCEIROS, PRODUTOS E PROMOÇÕES EXCLUSIVAS: